Caminho

'' ... Aprendemos a voar como pássaros e a nadar como peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos ... ''
(Martin Luther King)

As letras de um poeta são como pássaros
Que vem não se sabe de onde
E pousam em linhas distintas
Linhas muitas vezes mal compreendidas
Quando fechado o livro eles alçam vôo
E assim como vindo eles somem
Desaparecem sem rumo
Com destino incerto.

Não me pergunte como acontece
Não saberei explicar a beleza da natureza
A única coisa que sei é que nada sei
E de que todas aquelas coisas lindas trazidas por brisas
Com ventanias se vão
Mais lembre-se...
O inverno pode demorar a passar
Os pássaros podem demorar a cantar
Mais com o passar do tempo,tudo ficará florido novamente.

  1. gravatar

    # by Sonia Schmorantz - 16 de setembro de 2009 01:47

    Acho este poema de Quintana uma verdadeira pérola, parabéns por esta escolha.
    Um abraço

  2. gravatar

    # by Lucimara Souza - 18 de setembro de 2009 23:33

    Olá, gostei muito da carinha de seu blog e lógico, do conteúdo. Está convidado a visitar o meu. Aguardo seu comentário em algum texto. Abraços
    Lu
    http://textos-e-reflexoes.blogspot.com/

  3. gravatar

    # by Guilherme Angélico - 22 de setembro de 2009 17:10

    Muito bom esse poema e a frase de Martin Luther King então nem se fala ótimo post blog tá muito bom

  4. gravatar

    # by Arthur A. Melo. - 22 de setembro de 2009 17:16

    Muito boa a poesia!
    me identifiquei, pois tbm escrevo
    poesias. :)

  5. gravatar

    # by Jeferson Assis - 22 de setembro de 2009 17:22

    Cara, gostei do que você acabou de nos oferecer.
    Belo poema.

    Realmente, há coisas na entrelinhas que não compreendemos..

    Abraços...

  6. gravatar

    # by Rafa - 22 de setembro de 2009 17:22

    "...Linhas muitas vezes mal compreendidas
    Quando fechado o livro eles alçam vôo
    E assim como vindo eles somem..."

    Esse trecho é lindo, ótima poesia brou

    http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/

  7. gravatar

    # by David Aragon - 22 de setembro de 2009 17:27

    Olá Bruno, parabéns pelo poema. É de uma força simbólica incrível.

    Obg pela visita e pelo comentário. Eu tenho uma forma meio louca de escrever, quase uma heteronimia pessoana (Oo). Não sei se vc deu uma lida nos outros poemas, mas cada um é diferente, tem um estilo próprio.

    Ah! espero que vc não fique chateado com o que vou falar agora. Gostei muito da forma como vc personalizou o template do blogger tricks, ficou muito bom. Mas não acho legal retirar o link dos designers originais. Imagina se fosse um poema seu que alguém copiasse e não desse crédito. Fizaram isso com um poema meu e não gostei nem um pouco.

    Enfim, é só um toque. Saudações poeta!

    CHINFRAS e TALS

  8. gravatar

    # by Miranda - 22 de setembro de 2009 17:36

    Muito boa a poesia, de verdade! ^^
    Dá uma passada no meu: androidculture.blogspot.com

  9. gravatar

    # by Guigo xD - 22 de setembro de 2009 17:47

    Nossa,muito bonito o poema.Gostei especialmete da frase de Martin Luther King :D

    http://ownedando.blogspot.com/

  10. gravatar

    # by Vini e Carol - 22 de setembro de 2009 23:02

    Pô, bacana o poeminha.
    Mas, deveria saber explicar a beleza da natureza ;)
    Abç.

  11. gravatar

    # by Rha Belloti - 24 de setembro de 2009 11:42

    Linda a poesia! E é assim mesmo para quem escreve não é? De repente você tem um monte de coisas para colocar no papel e nem sabe de onde vem essas coisas todas, no final elas estão ali, se encaixando numa harmonia incrível.

  12. gravatar

    # by ANW - 24 de setembro de 2009 14:11

    Oi,adorei seu blog, mas na verdade estou interessada em Parcerias. Como vc pediu pra não colocar o blog, vou colocar meu e-mail, se preferir apague depois..
    alisonhos@itelefonica.com.br
    tentei me comunicar c vc no orkut mas não sei se meu scrap foi enviado, por isso, não tive outra alternativa senão deixar um recado aqui..

    Bjs e aguardo resposta

  13. gravatar

    # by Rafa - 25 de setembro de 2009 01:46

    "As letras de um poeta são como pássaros
    Que vem não se sabe de onde
    E pousam em linhas distintas..."

    Poxa com um começo desse o que dizer do resto? Efemero, bem dosao em complexidade. De poemas o blog tah muito bem...

    http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/

  14. gravatar

    # by Ednalva - 2 de outubro de 2009 11:55

    Gostei do Blog, das cores, eu amo poesia e aqui encontro um refugio para isso! Abraços

Por favor, evite comentários como "Que Blog legal", "Gostei do Post", "Adorei o Blog", "Continue assim".Se estamos aqui é para escrever algo criativo por que somos capazes. Basta ter força de vontade e ler !
Comentário já uma forma de divulgação.
Comentários com links seram recusados no ato.
Abraços e uma ótima leitura.

Bruno Alves