No ritmo das areias do deserto 2.


Um escritor é essencialmente um homem que não se resigna à solidão. Cada um de nós é um deserto.

No ritmo das areias do deserto,
um vácuo se aproxima consideravelmente
à minha entranha.
Um aglomerado de sentimentos parado no tempo,
se transforma em ecos de emoções,
visivelmente superficiais para minha realidade.
Fico parado em minha mesmice,
mudo, minha postura romântica,
a especular você no teu espaço,
em querer te conquistar.
Na veracidade dos meus pensamentos,
você será a miragem inspiradora,
uma frenesi de paixões.
Tenho sede de amar no deserto,
tenho ânsia de aventuras,
caçador de histórias reais e virtuais,
mergulho nos sonhos pirotécnicos,
idealizo eventos mágicos,
na cadência quase sensual
dos meus passos incertos,
uma poesia irreverente e neutra
sem atingir teu coração.
Apenas um deserto de palavras sem anexo.
Mas você na sua invisibilidade,
pode reescrever minha memória,
No deserto das minhas paixões.

A alguém especial de fato.

  1. gravatar

    # by Aldemir Supremo - 19 de dezembro de 2009 00:01

    Espero q gostem e comentem rsrsr abrigado desde ja lololol.

  2. gravatar

    # by Bruno Alves - 19 de dezembro de 2009 19:05

    Um escritor é aquele que fala com a caneta ,não aquele que se expressa com objetos...

Por favor, evite comentários como "Que Blog legal", "Gostei do Post", "Adorei o Blog", "Continue assim".Se estamos aqui é para escrever algo criativo por que somos capazes. Basta ter força de vontade e ler !
Comentário já uma forma de divulgação.
Comentários com links seram recusados no ato.
Abraços e uma ótima leitura.

Bruno Alves