No ritmo das areias do deserto.


Quando eu olho essa terra tão seca
E essas penas abertas no chão
Me recordo o que a vida malvada
Fez comigo e com meu coração.



No ritmo das areias do deserto
como se o vento me regesse os desejos,
eu escorrego por cima de mim,
e durante o dia é o sol que me aquece.
só não derreto porque já sou fogo,

Mas algumas noites eu apago,me apago,
me faço curvar perante o frio, me apago.
se algum dia
a ponta dos meus cabelos tocarem o teu peito,
e eu lhe disser que desejo,
fuja.

Fuja porque ei de consumir-te.
e se sou areia, soprarei nos teus sentidos,
e se sou deserto te cobrirei de labirintos,
e se sou fogo, ei que devorar-te
no ritmo das areias do deserto.

A alguém especial.....

  1. gravatar

    # by Karina Kate - 19 de outubro de 2009 16:12

    wow!
    creio que o fogo é muito mais destruidor do que as areias do deserto.
    mandou bem.

Por favor, evite comentários como "Que Blog legal", "Gostei do Post", "Adorei o Blog", "Continue assim".Se estamos aqui é para escrever algo criativo por que somos capazes. Basta ter força de vontade e ler !
Comentário já uma forma de divulgação.
Comentários com links seram recusados no ato.
Abraços e uma ótima leitura.

Bruno Alves