Observando

Nada é permanente nesse mundo cruel. Nem mesmo os nossos problemas.
(Chaplin)

Desejo dar aquelas voltas em rumos distintos daquele amor que sempre sonhei.
Naquelas montanhas áridas cujo lobos selvagens morrem de sede e frio por não terem nem a vegetação para lhe protegerem ,eu sobrevivo !

Onde inúmeras pessoas ficaram loucas de solidão com linguagens que são meras palavras sem articulação ,destinados a viver sozinhos no mundo da solidão.
Desejo um mundo de homens e mulheres felizes ,como que qualquer criança comum
desejaria.

Mais quem foi que disse que eu sou comum ?

Dizer as mais belas mentiras num simples pedaço de papel rasgado e jogá-las ao vento para que possa ter assim um destino incerto a procura de um ser maior...
Não ,eu não sou comum !

Tenhamos novos oceanos que apaguem o passado cruel da humanidade que assim escolheu o seu próprio destino. Oceanos que criem novas formações geográficas ,novos continentes.

Minha fé é no imprevisível modo de viver do ser humano ,que apesar do sistema cruel da região vai a luta nem que para isso seja necessário matar o próximo...

Mas quem sou eu para falar do pobre ser ?

Eu sou a natureza !
.

  1. gravatar

    # by Sonia Schmorantz - 14 de outubro de 2009 02:33

    Somos todos a própria natureza, mas assim como o homem se volta contra o proprio homem, assim também o homem fere a sua natureza, a sua casa...
    Um lindo texto, gostei muito de ler
    um abraço

  2. gravatar

    # by Cáh - 14 de outubro de 2009 11:21

    UALLLLL

    caracaaa.... lindo demais sabia????


    que bom ler tisto!
    beijooooo

  3. gravatar

    # by LADY DARK ANGEL - 14 de outubro de 2009 14:59

    SE E VC Q ESCREVE OS TEXTOS VC TA CANSANDO D OUVIR Q VC TM TALENTO
    PARABENS

  4. gravatar

    # by Esther cyrraia - 14 de outubro de 2009 15:32

    Olá Bruno! adorei o seu post e o seu blog, amei que vc citou Bob Marley lá atras e Chaplin aqui, gostei do conteúdo e das palavras escritas (nao ao vento), levei teu banner tb
    to te seguindo e desejando sucesso! muito sucesso, que assim como a natureza vc possa sempre se renovar em meio ao mundo.
    xeru

  5. gravatar

    # by Tute Braga - 14 de outubro de 2009 15:37

    Seus textos são sempre bons, hein?!
    Dei uma lida rápida por aqui!
    =)

    Já estou te seguindo! rs
    Beijosss

  6. gravatar

    # by Renata - 14 de outubro de 2009 20:21

    adorei a construção, parabéns.
    ps: quem disse q ser comum é ruim?

    a natureza é uma antítese, simples e complexa ao mesmo tempo.

  7. gravatar

    # by Débora Francis - 14 de outubro de 2009 21:03

    Somos assim, somos homens, somos natureza... Apenas sobreviventes desse mundo incerto!
    Simplesmente maravilhoso seu texto... Meus parabéns.
    Abraços

Por favor, evite comentários como "Que Blog legal", "Gostei do Post", "Adorei o Blog", "Continue assim".Se estamos aqui é para escrever algo criativo por que somos capazes. Basta ter força de vontade e ler !
Comentário já uma forma de divulgação.
Comentários com links seram recusados no ato.
Abraços e uma ótima leitura.

Bruno Alves