Daqui de cima tudo se transforma...

A verdade é que não te amo com meus olhos que descobrem em ti mil defeitos, mas com meu coração, que ama o que os olhos desprezam.

Daqui de cima eu quase posso ver onde o arco-íris termina ...

Posso ver pessoas das quais não vejo desde o tempo de criança ,posso quase ver o fim do mar.

Daqui de cima eu quase posso sentir a sua mão tocar a minha e os seus lábios molhados tocando aos meus .

Posso imaginar loucuras tão grandes quanto aquelas dos nossos sonhos.

Daqui de cima o impossível quase se torna possível ,e todas aquelas loucuras da cidade –transito ,fumaça ,correria de lá pra cá– ficaram lá traz na estrada .

Consigo ver fadas ,duendes e gnomos num jardim tão florido e brilhando que chega a queimar as vistas de quem olha .

Daqui de cima eu me sinto livre pra ser quem eu quiser e o que eu quiser.

Daqui eu consigo estar com você ,mesmo eu estando do outro lado da telinha...

Passo noites a imaginar esse dia ,noites a tentar desvendar o que pode acontecer nesse encontro .

E daqui de cima eu simplesmente faço acontecer ,não do bola pra quem tenta me derrubar pelas costas...daqui de cima eu simplesmente abraço meu inimigo ,seja ele forte ou fraco ,temido ou um carrasco.

Daqui de cima eu crio asas pra voar e percorrer milhas e milhas de distancia ao encontro do meu amor ,consigo não julgar o livro pela capa ,consigo deixar todo preconceito de lado.

Posso até deixar de existir por um momento.

Daqui de cima tudo se transforma ,tudo.

  1. gravatar

    # by Grazi - 10 de abril de 2009 18:09

    O amor é sempre superior a tudo, por isso jamais verá com os olhos do coração.
    Bjuu

    Ah, coloquei seu banner no meu blog, se quiser pegar o meu é só ir até lá.
    feliz páscoa!

Por favor, evite comentários como "Que Blog legal", "Gostei do Post", "Adorei o Blog", "Continue assim".Se estamos aqui é para escrever algo criativo por que somos capazes. Basta ter força de vontade e ler !
Comentário já uma forma de divulgação.
Comentários com links seram recusados no ato.
Abraços e uma ótima leitura.

Bruno Alves