Tudo me leva a ti...

Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.



Olho a lua de cristal ,os galhos batendo a janela do meu quarto como se tivesse chamando minha atenção.
Coloco minha mão no fogo ,me transformo em cinzas impalpáveis no corpo da lenha...
Tudo me leva a ti...
Como se tudo que existe...
Luz ,vento ,calor ,frio ,fossem pequenos barcos que navegam na imensidão do mar às ilhas tuas que esperam por mim.

Aqueles lábios carnudos e avermelhados me vem a cabeça ,como água que retorna ao mar no fim de tudo ,você parece até ser da minha própria natureza ,uma flor que se destaca no imenso mar de rosas ,você é a única...
Tudo me leva a ti...
Como se tudo que existe...
Terra ,mar ,fogo ,alma ,fossem pequenos barcos que navegam na imensidão do mar às ilhas tuas que esperam por mim.

Lagrimas que caem em noites frias e turbulentas parecem um carma maior do que eu estou acostumado ver ,um carma do qual não sei explicar .As chamas ardentes penetrando minha pele como se tudo que vivemos e tentamos esquecer voltasse a tona...
Tudo me leva a ti...
Como se tudo que existe...
Rosas ,flores do campo ,ramos cecos e sem vida , fossem pequenos barcos que navegam na imensidão do mar às ilhas tuas que esperam por mim.

Vida ou morte ?? Qual dói mais ??
Eis a questão que não quer se calar ...Será que a vida é tão cruel a ponto de nos machucar durante todo esse tempo que ficamos acordados ?? Ou será que a morte é capaz de nos fazer esquecer tudo que se passou e a partir dali iniciar uma nova vida .
Mas afinal ,o que é vida e morte ?

Dedicatória~> Becka

Um grande beijo

  1. gravatar

    # by rebeca - 9 de abril de 2009 20:22

    ainn amorr obrigadoo ta lindoo d ++
    ainnn *---------*
    cavalinhudoidodaminhavida
    te amoww s2

Por favor, evite comentários como "Que Blog legal", "Gostei do Post", "Adorei o Blog", "Continue assim".Se estamos aqui é para escrever algo criativo por que somos capazes. Basta ter força de vontade e ler !
Comentário já uma forma de divulgação.
Comentários com links seram recusados no ato.
Abraços e uma ótima leitura.

Bruno Alves